Workprint

Contato

Área Restrita

NOTÍCIAS

25/09/2013

Advogados têm problemas em digitalizar processos em Rio Preto

Desde agosto, varas cíveis não recebem mais documentos em papel.
Empresa criou trabalho para lucrar com a digitalização de processos.





Muitos advogados do noroeste paulista estão enfrentando dificuldade para se adaptar à digitalização dos processos nos Fóruns. Um dos problemas está em transformar os papeis em arquivos de computador. Mas o que para os profissionais é transtorno, para um setor da economia é uma forma de ganhar dinheiro.
Em um escritório de São José do Rio Preto (SP), pilhas de documentos, em poucos minutos, deixam de ser só papel e se transformam em arquivos no computador. A empresa em Rio Preto digitaliza cerca de 60 mil folhas por dia. Do mês passado para cá, o número de clientes quase dobrou e a maioria é formada por advogados. “Devido à procura ter sido grande, estamos adquirindo novos equipamentos para suprir a demanda que estamos tendo”, afirma o empresário Rafael Chiquetto.

A procura por este tipo de serviço aumentou porque desde o dia 5 de agosto, as varas cíveis do Fórum de Rio Preto não recebem mais documentos em papel, tudo precisa ser digitalizado. Em um cartório, existem cerca de 10 mil processos, espalhados pelas prateleiras. A intenção do Judiciário é que dentro de alguns anos esta realidade deixe de existir. O trabalho dos escreventes será feito quase que exclusivamente pelo computador. “Acho bom porque é mais prático e mais ágil para trabalhar. O advogado protocola uma petição e no mesmo minuto já damos andamento”, diz o escrivão Júlio César Schiaveto.

 
No estado de São Paulo, a digitalização já funciona em 86 fóruns, no noroeste paulista, 17 estão em fase de adaptação. Mas quem ainda não se acostumou com a ideia foram os advogados. Carlos Nimer, que está há mais de 20 anos na profissão, diz que a mudança tem gerado transtornos. “Temos 26 estados, se tiver um processo na Amazônia, ele é totalmente diferente do que em São Paulo. Para dar certo haveria uma necessidade de unificar isso”, afirma.
Por isso, muitos profissionais recorrem a empresas especializadas. A presidente da OAB em Rio Preto, Suzana Quintana, diz que embora os advogados reclamem das dificuldades, a  digitalização irá trazer muitos benefícios. “Acho que vai facilitar porque o advogado tem um prazo mais dilatado para fazer seus pedidos e pode fazer do próprio escritório, não precisa ir ao fórum”, afirma.Advogados estão tendo de digitalizar processos em Rio Preto (Foto: Reprodução / TV Tem)  Reprodução / TV Tem) 

Do G1 Rio Preto e Araçatuba


« voltar

NOSSAS SOLUÇÕES NOSSAS SOLUÇÕES
PROCURE O PRODUTO IDEAL PROCURE O PRODUTO IDEAL
CONSTRUA SEU PROJETO CONSTRUA SEU PROJETO
Voltar ao topo
NEWSLETTER

Cadastre-se para novidade

ENDEREÇO

Edifício Empresarial Essele

Avenida José Caballero, 245  Vila Bastos Santo André / SP

CEP: 09040-210
       Fone: (+55 11) 4432-2500      

Otimizado por

Seja
Outsourcing de Impressão